Depoimentos

Dr. Fernando Sá (Hospital Guilherme Álvaro) – Novembro/2013
“Todo apoio é pouco para o trabalho maravilhoso que vocês realizam. O maior reconhecimento é dado pelas crianças, quando os recebem com um sorriso e se despedem com enormes gargalhadas. Sinto-me no direito de ser porta-voz destas crianças ao dizer: MUITO OBRIGADO PELO AMOR QUE DEDICAM A ELAS.”

Evelyn Coccia (Cupincake) – Outubro/2013
“Agradecendo a recepção do pessoal da SOS Só Riso, que nos recebeu de braços abertos e já aproveitar para parabenizá-los pelo maravilhoso trabalho que fazem. Doação de tempo e alegria por crianças que nem conhecem. Vocês fizeram nosso dia das crianças inesquecível!”

Maria Angellyca Victor (Hospital Infantil Gonzaga) – Maio/2013
“Quem disse que não é bom trabalhar de sábado? Tarde animada no plantão do Infantil com os Doutores da SOS Só Riso… Me divertindo com eles… Pessoal gente boa d+++! Muito boa a visita!”

Nádia Menezes – Maio/2012
“Fiquei horas olhando as fotos e admirando o trabalho de vocês! É contagiante! Parabéns! Cheiro em vocês tudinho!”

Gisele Alves – Fevereiro/2012
“Que Deus abençoe vocês e dê muita saúde!”

Rosa Maria Canatto Valerio – Setembro/2011
“Que Deus projeta sempre este grupo! Isso é amor!”

Arlete Guimarães – Agosto/2011
“Amo o trabalho de vocês… Amo o coração de vocês… e Jesus os ama imensamente… Beijos em todos!”

Denise Ferreira Ferreira – Agosto/2011
“Abençoados por Deus. Muitas bênçãos divinas.

Fabiana Andrade – Agosto/2011
“Vocês são anjos de calças jeans… Sem asas… Mas com um coração sensacional! São anjos que chegaram para encher de alegria, força, entusiasmo, amor e carinho a todos que necessitam… Parabéns pelo trabalho.”

Arlete Do Carmo Areias – Agosto/2011
“Vocês são mais que demais… Amo vocês e o trabalho de vocês é divino… Vocês são os escolhidos do senhor. Que Ele derrame sempre muitas bênçãos sobre vocês…”

Quem faz a diferença no mundo? (por Gabriel Neves Martins) – Outubro/2011
“Uma vez me perguntaram: quem é que realmente faz diferença nesse mundo? Hoje eu descobri de forma mais clara, e aqui compartilho com vocês. Faz diferença pro mundo aquele que não desistiu ou se resignou. Aquele que é capaz de lutar contra a indiferença que nos é imposta pelo sistema, que consegue alterar o status quo de maneira a construir e agregar valores positivos, que ajudem as pessoas a ampliar seus horizontes e cuidarem do que lhes é importante. De maneira mais simples e objetiva: aqueles que trazem sorriso para aquelas pessoas que merecem sorrir, aqueles que conseguem atravessar as paredes frias que a dor e o cansaço insistem em construir, e que persistem na tarefa nem sempre fácil de cultivar esperança e alegria nos corações. Aqueles que fazem a diferença, para mim, são pessoas que entenderam que a vida é de uma profundidade e singularidade única, e que portanto deve ser tratada com dignidade e respeito, o que não significa um distanciamento cordial, mas sim estar disposto a interagir e abrir o peito para poder dar o amor mais belo, aquele que é oferecido por quem é feliz quando é capaz de fazer alguém feliz. São artistas, porque pintam as paredes cinzas do mundo. São guerreiros, porque fazem o ambiente em que estão ao invés de aceitar que ele os faça e determine. São médicos, porque cuidam daquilo de mais importante do que há em nós, e que entenderam muito bem o que é a vida. São construtores de sonhos, porque sabem quais os alicerces nos quais eles devem ser prosperar. São pessoas sábias, porque tem consciência de que não lhes é possível todo o tipo de resposta, mas que ainda assim podem, com dedicação e comprometimento, e através das mais singelas demonstrações, transmitir o que simples palavras definitivamente não são capazes. São palhaços, porque pintam o nariz e subvertem a lógica dos hospitais: lugares que estão preparados para lidar com a doença de repente estão obrigados a encontrar a alegria e o riso, e pessoas conscientes de que cuidar da vida é muito mais do que lutar pela sobrevida, é fazer com que viver realmente seja uma coisa especial. E é a vocês, pessoas especiais, que eu dedico esse post e a minha admiração. Seu trabalho é humano, terno, e ajuda, definitivamente, a construir um mundo melhor para se viver. E não só para aqueles cujos caminhos se cruzam com o de vocês, mas a todos que compartilham desse sentimento e vêem cultivado dentro de si a certeza absoluta de que por mais torto o mundo esteja, sempre haverá aqueles que serão capazes de se levantar e reagir.”

Eliana Tavares – Abril/2008
“Saudações Teatrais, trabalho aqui com Fátima na brinquedoteca e sempre escuto os resquícios de felicidades que vocês proporcionam aos clientes mirins (pacientes) na nossa pediatria, que Deus ilumine este grupo a cada dia e o transforme num farol que indique a direção dos voluntariado que tem a verdade no coração, onde a ferramenta é arte e o bem que ela faz.”

Adelino Rodrigues – Vereador e Apresentador do Programa Ver, Ouvir e Falar. – Janeiro/2008
“Estou aqui pensando que somente Deus é que poderia me reservar momentos de emoção como os que senti quando vocês foram ao programa da tv. É que não é sempre que se chora por emoção, de felicidade. É que não é sempre que temos a oportunidade de conhecer pessoas do bem. É que não é sempre muito fácil encontrar razões para acreditar nesses tempos difíceis, em vários campos da atividade humana. E ainda assim, sou premiado com uma mensagem sua, que me fez refletir muito e continuar acreditando nas pessoas, em suas ações, naquilo que elas têm de mais puro: a singeleza dos gestos. Isso mesmo, dra. Dengosa, de agora em diante sou paciente do S.O.S. Só Riso e vou cobrar de vocês um remédio só: algo que faça essas milhares de crianças que estão internadas, imaginarem dias melhores, perderam o sofrimento, possibilitando que a alegria seja uma constante na vida de todas elas. Eu só quero isso, pois é uma forma de agradecer a Deus pelos momentos de rara beleza e de especial felicidade que me foi ofertado. E se houver tempo, podem ir se preparando para voltar ao programa. Afinal, não é sempre que se consegue levar para um programa de tv, pessoas que representem o amor ao próximo e que estejam comprometidas com a vida de seres quase indefesos e que se satisfazem com a chegada, simplesmente, de um só riso. Estou profundamente emocionado por ter conhecido o grupo e vou ficar por aqui agradecendo sempre o fato de Deus ter colocado diante de mim pessoas tão maravilhosas e que incutiram em meu coração os verdadeiros sentimentos de esperança, de amor ao próximo. Sejam felizes e contem comigo para a divulgação do trabalho do grupo.”